Modelo de Petições

Só mais um site WordPress

Modelo de Petição: Direito Civil e Processual Civil – Petição Interlocutória – Ação De Reparação de Danos – Pedido de prolação de nova sentença, posto que a primeira decisão foi no sentido de existência de denunciação da lide, uma vez que o cabível era nomeção à autoria.

Pedido de prolação de nova sentença, posto que a primeira decisão foi no sentido de existência de denunciação da lide, uma vez que o cabível era nomeção à autoria.

 

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA ….. VARA CÍVEL DA COMARCA DE ….., ESTADO DO …..

AUTOS Nº …….

….., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ….., portador (a) do CIRG n.º ….. e do CPF n.º …..,  residente e domiciliado (a) na Rua ….., n.º ….., Bairro ….., Cidade ….., Estado ….., por intermédio de seu (sua) advogado(a) e bastante procurador(a) (procuração em anexo – doc. 01), com escritório profissional sito à Rua ….., nº ….., Bairro ….., Cidade ….., Estado ….., onde recebe notificações e intimações,  vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência, nos autos em que contende com ….., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ….., portador (a) do CIRG n.º ….. e do CPF n.º …..,  residente e domiciliado (a) na Rua ….., n.º ….., Bairro ….., Cidade ….., Estado ….. e ….., brasileiro (a), (estado civil), profissional da área de ….., portador (a) do CIRG n.º ….. e do CPF n.º …..,  residente e domiciliado (a) na Rua ….., n.º ….., Bairro ….., Cidade ….., Estado ….., dizer e requerer o que segue.

DOS FATOS

No dia …. de agosto de ……….., o ora Peticionário ingressou com a devida ação de Reparação de Danos decorrente de acidente automobilístico contra ………… proprietário do veículo causador do dano constante no competente Boletim de Ocorrência e contra  ………. – condutor do veículo na ocasião do acidente.

No dia ….. de ………. de …………., em despacho de fls. …., o Excelentíssimo Juiz designou audiência de conciliação para o dia …./…./…., às ….,…. hs, devendo os réus serem intimados para comparecerem ao ato sob pena de revelia.

Expedido o competente mandado citatório, o Sr. Meirinho não logrou êxito em localizar os Requeridos ( fls. …., verso), o que redundou na necessidade do Requerente em localizar o paradeiro dos mesmos, onde através da petição de fls. …., foi informado a este respeitável Juízo o endereço para nova citação, bem como requerido a designação de nova audiência, sendo deferido e designada nova audiência para o dia …. de …….. de ……….., às ….,….hs.

Realizada a audiência de conciliação, compareceram os Requeridos acompanhados por único  advogado e sem a devida procuração, onde  simplesmente se limitaram a promover a NOMEAÇÃO À AUTORIA do verdadeiro proprietário do veículo na ocasião do acidente, o que após verificado a certidão de fls. …, o autor em audiência requereu a desistência com relação a ……………. por não ser o proprietário do veículo e alternativamente a substituição do pólo passivo para …………, real proprietário do veículo e responsável direto por qualquer dano que  venha a provocar a terceiros. Em audiência o Excelentíssimo Juiz HOMOLOGOU a desistência e deu prosseguimento contra ……….. e …………, designando nova audiência de conciliação para o dia ….. de ……….. de ………., às ….: ….hs. Fls. ….

Cumpre dizer, que a finalidade da nomeação à autoria é corrigir a ilegitimidade passiva da demanda o que difere claramente da Denunciação à Lide.

Realizada a audiência, …….., proprietário do veículo e nomeado à autoria, compareceu desacompanhado de advogado,  e o segundo Requerido ……………. apresentou sua defesa intempestivamente, onde através da petição de fls. …/…, o ora peticionário requereu a pena de revelia para ambos, eis que o primeiro não se defendeu e o segundo apresentou a defesa em destempo.

Proferida a sentença, o Juiz Monocrático julgou procedente o pedido do Requerente, condenando a condutor do veículo ………….. ao pagamento do valor da inicial e julgou procedente a lide secundária para condenar ……………., proprietário do veículo, a reembolsar o condutor como se tratasse de denunciação à lide e não de nomeação à autoria.

Irresignado com a decisão, o segundo Requerido ………… interpôs recurso de apelação, onde a ………… Câmara Cível do Tribunal de Justiça deu provimento ao recurso para anular a sentença, com o seguinte entendimento:

” DENUNCIAÇÃO DA LIDE – CONDENAÇÃO DO DENUNCIADO – DESISTÊNCIA DA AÇÃO EM RELAÇÃO AO DENUNCIANTE/ RÉU – DESCABIMNETO – PROCEDÊNCIA DA DEMANDA EM RELAÇÃO AO DENUNCIADO E OUTRO RÉU – SENTENÇA ANULADA ” EX OFÍCIO”.

DO DIREITO

Ora, pois, não se está diante de duas lides (principal e secundária),  eis que não houve denunciação da lide e sim nomeação à autoria, onde o Requerente propôs a demanda contra o proprietário do veículo e o condutor, sendo que o proprietário nomeou à autoria o verdadeiro proprietário do veículo na ocasião do acidente, momento em que o Requerente sabendo que o antigo proprietário não pode ser responsabilizado pelo dano, desistiu contra este, e solicitou o ingresso daquele no pólo passivo para responder aos termos do pedido ( Artigo 65 do CPC), sendo que ao nomeado é dado o direito de aceitar ou não a qualidade de seu ingresso na relação processual como parte passiva. E neste caso, nada fez o nomeado, ocorrendo a revelia.

DOS PEDIDOS

Diante destas rápidas  considerações, requer digne-se Vossa Excelência, a prolação de nova sentença para condenar os Requeridos ……………., na qualidade de proprietário do veículo causador do dano na época do acidente e revel, e ………….., na qualidade de condutor do veículo e responsável exclusivo pelo acidente, ao pagamento dos danos causados no veículo Requerente, consoante restou  provado nos autos.

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

[Local], [dia] de [mês] de [ano].

[Assinatura do Advogado]
[Número de Inscrição na OAB]

__


________

________

Categoria: Civil e Processual Civil, Petições
Palavras-Chaves: , , , , , , ,

Banco de Petições e Contratos: 4744 Petições e Contratos Disponíveis







Comentar